A compra de um bem de elevado valor ou a criação de um negócio próprio são ações que costumam envolver valores financeiros elevados. Infelizmente a renda per capta do brasileiro é muito baixa e muitos bens de consumo não cabem no orçamento, por isto, muitos consumidores utilizam empréstimos para viabilizar suas aquisições. Montar um negócio próprio também é outra atividade que consome muito capital, seja ele uma franquia ou uma caminhonete de cachorro quente, se você não tiver o dinheiro suficiente para o empreendimento então deverá recorrer a um empréstimo. Para não cair em uma cilada, é muito importante conhecer todos os aspectos que envolvem os empréstimos. Uma importante ferramenta para auxiliar na tomada de decisão é o simulador de empréstimo, e aqui nesta página iremos discutir a respeito deste método de projeção.

Crédito pode ser um aliado ou um inimigo para o seu orçamento, depende das condições. Não aconselhamos tomar empréstimos para consumir algo, mas criar uma empresa é algo que muitos brasileiros estão buscando através do empreendedorismo, ainda mais em tempos de crise econômica quando os empregos ficam escassos. Neste cenário, o sonho de ter um negócio próprio pode até parecer muito distante, mas através de um bom empréstimo você pode tornar realidade sua empresa. Graças as diversas oportunidades de empréstimos oferecidas atualmente pelas instituições financeiras, está mas fácil montar seu negócio. Porém é importante saber como escolher o melhor financiamento para você.

Conceitos Importantes

CDC – Crédito Direto ao Consumidor

O Crédito Direto ao Consumidor é um modelo de empréstimo feito por lojas, cooperativas de crédito e bancos. Trata-se de uma operação de crédito concedida a pessoas físicas ou jurídicas, para a aquisição de veículos novos e/ou usados. Principais características dessa operação:

  1. Haverá a incidência de IOF (Imposto sobre operações financeiras);
  2. Será possível efetuar a liquidação antecipada do débito, total ou parcialmente, mediante redução proporcional dos juros.

No CDC, o cliente realiza a compra, utilizando recursos de terceiros, como bancos e empresas de crédito. Desse modo, ao pagar todas as prestações do financiamento, o cliente se torna dono do bem, tendo-o registrado em seu nome. A vantagem deste tipo de empréstimo é que o consumidor passa a possuir o bem no ato da compra, sem precisar ter pago seu valor total. As parcelas são acrescidas de juros cujas taxas são menores do que os do cheque especial ou dos cartões de crédito: por outro lado, são bem maiores do que o rendimento da caderneta de poupança. Ele pode ser utilizado em diversas modalidades de empréstimo, mas costuma ser mais comum na aquisição de bens, como veículos.

IOF

Em operações financeiras como empréstimo, rotativo do cartão de crédito ou cheque especial, existe a cobrança do IOF. Esse imposto incide sobre uma série de operações no mercado financeiro e pode ter um impacto considerável no seu empréstimo.

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), é um tributo federal que existe desde 1966. Ele foi inicialmente criado para taxar remessas de dinheiro ao exterior e transferências entre instituições financeiras. Ao longo do tempo, o IOF foi modificado e passou a incluir também outras operações.

Atualmente, o imposto incide sobre todas as operações de crédito, câmbio e seguro, além de operações referentes a títulos e valores mobiliários. Ou seja, o IOF abrange todo o mercado de compra e venda de moeda estrangeira, seguros, empréstimos, financiamentos e, em alguns casos, investimentos.

A ideia central do IOF é facilitar o controle e acompanhamento do mercado financeiro pelo Governo Federal. Com base no valor do IOF arrecadado, é possível entender como a economia do país está caminhando, qual o crédito disponível e quais são os valores movimentados no mercado financeiro nacional.

Para os empréstimos e financiamentos, há uma parte fixa de 0,38% e uma parte variável de acordo com o tempo de pagamento, que é de 0,0082% ao dia, limitado a 3%. Isso significa o valor de 0,38% só depende do valor total do empréstimo. Já a segunda parte é variável e o valor em reais vai depender do prazo de pagamento do empréstimo.

Se o prazo de pagamento for igual ou superior a um ano, o valor do IOF é de 3,38%. Se o prazo for menor que um ano, calcula-se o valor do IOF com base no tempo de pagamento em dias.

Custo Efetivo Total – CET

Antes de avançarmos neste assunto de empréstimos, é importante nos familiarizarmos com um conceito muito importante, trata-se do CET (Custo Efetivo Total). O CET é a verdadeira taxa do empréstimo. Este custo varia de um banco para outro porque leva em consideração os juros, as tarifas, seguros, custos relacionados a registro de contrato e outras despesas cobradas na operação. Fique atento, portanto, à diferença entre taxa de juros e CET quando fizer suas simulações.

Um ponto de atenção para quem deseja fazer um empréstimo é que toda simulação leve em consideração o Custo Efetivo Total. O CET é a verdadeira taxa do financiamento, já que ela inclui não só os juros como também as demais tarifas cobradas na operação. Em geral, ela acrescenta cerca de um ponto percentual ao valor dos juros. A livre concorrência entre os bancos permite que o cliente faça uma analise de em qual instituição pode lhe ser mais vantajoso fazer o financiamento devido a diferença entre as taxas cobradas.

Empréstimo Consignado

O crédito consignado é uma das linhas de crédito mais baratas do mercado, por isso é útil em algumas situações. Quem trabalha com carteira assinada, é aposentado, pensionista do INSS ou funcionário público pode acessar este crédito com facilidade. O valor das parcelas é descontado diretamente na folha de pagamento da pessoa. Como o banco tem a garantia de recebimento, há pouca burocracia para contratar e a liberação do dinheiro na conta é rápida. Mas é preciso cautela na hora de contratar o consignado.

As instituições financeiras costumam oferecer prazos de pagamentos mais longos no empréstimo consignado. Em alguns casos, os bancos oferecem até 120 meses para pagar. Porém, se você trabalha em uma empresa privada, caso fique desempregado, terá de quitar o empréstimo de uma vez só ou trocar o consignado por outro empréstimo, que custa mais caro. Além disso, é comum o contrato de consignado prever o desconto de até 30% do valor que você irá receber na rescisão.

Caso um imprevisto aconteça e você precise utilizar toda a sua renda naquele mês, por exemplo, entrará no vermelho. Isso acontece pois o pagamento não pode ser cancelado por nem um mês. O valor da parcela é descontado antes que você possa pensar em utilizar o valor para outra despesa. Além disso, o funcionário que quiser solicitar um empréstimo consignado precisa pedir aprovação para a área de Recursos Humanos de empresa. Existe o risco de que o pedido não seja concedido ou de que o valor oferecido seja limitado pela empresa.

Quando um Empréstimo é Uma Boa Opção?

Se a sua situação financeira está sob controle, o empréstimo pode ser uma boa opção para realizar seus sonhos mais rápido. O importante é se planejar para que as prestação de um empréstimo caibam no seu orçamento mensal, e desta forma manter o equilíbrio financeiro.

O melhor é acumular o máximo de dinheiro possível e então tomar um empréstimo do menor valor possível. Além disso, você deve pesquisar bastante para encontrar um empréstimo com as melhores taxas de juros.

Mesmo que você já esteja endividado, um novo empréstimo pode ser uma boa opção quando tiver juros mais baixos que as suas dívidas atuais. Por exemplo, se você tiver débitos no cartão de crédito ou cheque especial, um empréstimo para quitar estas dívidas pode ser vantajoso.

Já para quem está começando a ficar endividado, o empréstimo pode ser uma boa ideia para pagar as contas e não ficar refém dos juros altos. Antes de solicitar, faça um esforço para entender exatamente a sua situação financeira e peça apenas aquilo que realmente precisa e que pode pagar.

Vale a Pena Quitar o Empréstimo Antes do Prazo?

Quitar uma dívida de empréstimo antes do prazo é uma ótima ideia se você conseguiu acumular dinheiro extra. Se você recebeu uma renda extra, como nas férias, ou aumentou sua renda mensal, essa provavelmente é a decisão correta.

Mas atenção, a quitação antecipada só vale desde que você não vá ficar devendo outra conta. Afinal, não faz sentido ter dinheiro parado na conta e continuar pagando juros. Inclusive, é até aconselhável que, se possível, você se planeje para conseguir poupar um pouco mais a cada mês para adiantar o pagamento do empréstimo.

Simulador de Empréstimo

Acreditamos que a simulação de empréstimo seja a ferramenta mais efetiva na análise dos diversos produtos disponíveis hoje no mercado. A simulação de empréstimo não deve ser subestimada por quem está procurando por um bom crédito na praça, podendo ser feita rapidamente online, no site da própria instituição financeira. Há diferentes bancos no mercado oferecendo financiamentos, o que significa que as taxas de juros e condições de pagamento podem variar. O importante é escolher o banco com as melhores condições de empréstimo.

Os simuladores de empréstimo são fácil de utilizar, basta que você preencha os campos com as informações de seus dados e do financiamento desejado. Através destes simuladores, você poderá saber previamente mais detalhes das condições do financiamento desejado. Mas atenção, além de comparar as taxas de juros das diversas instituições, é importante também comparar as condições e formas de pagamento de cada banco. Portanto, fique atento pois nem tudo que reluz é ouro.

Simuladores de Empréstimos Online

Diversos sites oferecem simuladores de empréstimos para que você possa realizar suas projeções. O processo é muito simples, basta entrar no site e entrar com alguns dados básicos como valor desejado, tempo par apagar, nome completo, email, dentre outros.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.