A aquisição de um automóvel ou de um imóvel é um passo financeiro muito importante na vida de um indivíduo. Além de envolver um grande montante de dinheiro, envolve também aspectos pessoais de realização e conquista. Infelizmente a renda per capta do brasileiro é muito baixa e os bens de consumo como imóveis e automóveis possuem valores elevados, por isto, a grande maioria dos compradores utiliza o financiamento para viabilizar esta conquista. Mas nem todo financiamento é benéfico ao comprador, por isto, é importante conhecer todos os aspectos que envolvem os financiamentos. Outra possibilidade para se adquirir um bem de valor elevado é o consórcio. Neste artigo iremos entender os principais aspectos envolvidos com esta modalidade de compra em grupo e apresentar simuladores de consórcio para você utilizar.

Consórcio é uma alternativa bastante atraente para quem pretende adquirir um bem, seja um automóvel ou imóvel. Sem juros, o sistema disponibiliza diversas opções de créditos, planos e parcelas, acessíveis e flexíveis para qualquer orçamento. A grande vantagem dos consórcios é a possibilidade de planejar a compra de um bem ou serviço com tranquilidade. Além de custos mais baixos, o valor do bem é dividido integralmente na quantidade de mensalidades pré-estabelecidas em contrato e você passa a contar com muito mais flexibilidade de uso do crédito para adquirir qualquer bem pertencente à categoria de seu grupo de consórcio. Antes de optar por um consórcio, tenha em mente que as parcelas são pagas mensalmente e a sua carta de crédito será entregue apenas quando ocorrer a sua contemplação por sorteio ou também, poderá ser facilitada por meio das ofertas de lances.

O Que é Consórcio?

Consórcio é uma associação de dois ou mais indivíduos, empresas ou governos, com o objetivo de participar numa atividade comum ou de partilha de recursos para atingir um objetivo comum. Consórcio é uma palavra latina derivada de consors e significa parceria, associação ou sociedade.

Consórcio é uma modalidade de compra baseada em um grupo de pessoas  físicas ou jurídicas. Através de um consórcio é formada uma poupança comum para a aquisição de bens ou serviços. Os grupos não são formados aleatoriamente. Uma Administradora, autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil, é encarregada da gestão do consórcio. Através do consórcio, o valor do bem ou serviço é diluído em um prazo predeterminado, e todos os integrantes do grupo contribuem durante a vigência do consórcio. Mensalmente ou em um período determinado em contrato, uma pessoa é contemplada, por sorteio ou lance, com o crédito no valor do bem ou do serviço contratado. Por ser financiado pelos próprios integrantes do grupo, consórcio é chamado de autofinanciamento.

No sorteio, um ou mais participantes do grupo são sorteados para utilizar o valor do crédito contratado, independentemente do número de prestações que tenha pagado. Ou seja, no sorteio, todos os participantes do grupo concorrem em igualdade ao direito de utilizar o crédito. No lance, o consorciado aumenta suas chances de contemplação mediante a oferta de um valor que será abatido no saldo devedor. Porém, assim como no sorteio, não é possível garantir qual lance será contemplado, pois depende da oferta dos demais participantes.  A empresa administradora divide o valor do bem em um grande número de parcelas de modo que a soma das parcelas pagas pelos consorciados a cada mês permita adquirir um ou mais desses bens.

Principais Conceitos do Sistema de Consórcios

  • As administradoras são obrigadas pelo Banco Central a iniciarem o grupo quando este estiver com fundo para pagar a maior carta de crédito do grupo por sorteio.
  • Assembleia é a reunião mensal de consorciados para que sejam efetuadas ofertas de lances, comunicação de resultados de sorteios e acompanhamento do andamento do grupo.
  • Cota é o número que identifica o consorciado e a parte que cabe a cada consorciado.
  • Pelo sistema de consórcio é possível programar a compra de qualquer bem ou serviços. É possível comprar veículos automotores, embarcações, aeronaves, imóveis,  serviços, etc.
  • A prestação do consórcio é calculada utilizando o valor do bem contratado, atualizado pela tabela do fabricante ou índice na data da assembléia, acrescidos das taxas previstas no plano, dividindo pelo número de parcelas escolhidas pelo consorciado.
  • A administradora não cobra juros, apenas uma pequena taxa de administração, usada para cobrir as despesas da operação, muito inferiores às taxas de juros cobradas pelas financeiras e bancos.
  • A realização do sorteio será feita pela extração da loteria federal, em data determinada, e o consorciado concorrerá com o número da sua cota.
  • O lance funciona como um leilão. Em assembléia, os consorciados interessados, fazem ofertas de antecipação de parcelas. A maior, ou maiores, serão contempladas, de acordo com o saldo de caixa, abreviando assim o tempo de recebimento do bem.
  • Quando contemplado o consorciado poderá utilizar o crédito a que tem direito para comprar o bem do contrato ou outro, desde que pertencente à mesma classe. É possível adquirir inclusive bens de fabricação estrangeira, novo ou usado, sendo o consorciado responsável pelo pagamento da diferença de preço, se houver.
  • Para garantir que você tenha o poder de compra do bem ou do serviço desejado, o valor da carta de crédito é sempre atualizado. Isso é necessário, pois, como muitos grupos de consórcio podem durar alguns anos, o valor do bem ou do serviço pode variar para mais ou para menos no momento da contemplação. Dessa forma, as administradoras realizam os cálculos e atualizam o valor da carta de crédito de cada consorciado do grupo, reajustando o valor das parcelas.
  • Cotas podem ser transferidas. Se o consorciado ainda não recebeu o bem, a transferência de direitos e obrigações será feita por um termo próprio. Se já retirou o bem, deverá ser feita a substituição da documentação de garantia.
  • Fundo de reserva é o percentual, incluso na parcela, depositado em uma conta particular do grupo para cobrir inadimplência, e cujo saldo não utilizado será devolvido no final do grupo com reajuste.
  • As administradoras devem arcar com os prejuízos caso haja contemplações onde era sabido que não havia dinheiro suficiente em caixa para tal nos grupos.

Vantagens dos Consórcios

Adquirir bens de valor elevado costuma ser muito difícil para quem não tem renda alta. Afinal, além de ser quase impossível pagar o valor à vista, os financiamentos tradicionais costumam apresentam juros que fazem o preço final aumentar bastante. Isso tudo sem sem contar as análises de crédito, que podem inviabilizar a aquisição. Confira outras vantagens dos consórcios:

  • Em comparação com financiamentos tradicionais, o consórcio é menos burocrático pois não exige comprovação de capacidade de pagamento.
  • A contrário de financiamentos, o consórcio tende a ser mais vantajoso por não embutir taxa de juros no valor do bem ou serviço a ser adquirido.
  • A adesão a um consórcio é uma forma forçada do participante fazer uma poupança. Em outra situação pode ser que o participante não tenha a disciplina de poupar um valor fixo todo mês.
  • A carta de crédito que você recebe equivale à compra de um bem ou serviço à vista. Dessa forma, no momento da aquisição, você tem ainda o poder de barganha e de negociação para conseguir benefícios e melhores preços.
  • Quando um consorciado recebe sua carta de crédito, ele tem em mãos a quantia integral do bem a ser adquirido. Compradores que têm a possibilidade de pagar à vista contam com mais possibilidades em relação à negociação e ao poder de compra.

Desvantagens dos Consórcios

  • Apesar de ser financeiramente mais vantajoso que um financiamento, a possibilidade de ser contemplado nos primeiros sorteios sem dar lances é baixa.
  • Consórcio não é uma modalidade de investimento, então não adianta recorrer a um consórcio achando que seu dinheiro cai se valorizar com o tempo.
  • Caso haja inadimplência acima da esperada pela administradora, pode ser que seja necessário rever os valores das parcelas. As administradoras cobram uma taxa para criar um fundo de inadimplência, que pode ser cerca de 5%, mas se ela for maior do que isso, alguém sairá no prejuízo.

Simuladores de Consórcio Online

Para conhecer os planos e as vantagens, utilize um Simulador de Consórcio. É uma forma simples e rápida de fazer a sua simulação de consórcio online. Confira o passo a passo para se utilizar um simulador:

  1. Simule consórcio para conferir planos e parcelas sem juros do bem desejado;
  2. A simulação pode ocorrer tanto por valor de crédito ou parcela;
  3. Selecione também, o valor de crédito desejado para a respectiva compra do bem;
  4. Preencha os campos em branco com as informações necessárias, como nome, e-mail, telefone e CEP para dar continuidade à simulação de consórcio online;
  5. Pronto. Você vai se deparar com uma série de planos que correspondem ao seu objetivo de compra.

Simule uma ou mais vezes e compare com as alternativas disponíveis no mercado para economizar mais e não sobrecarregar o orçamento na hora de adquirir uma cota de consórcio. Confira a seguir os principais simuladores de consórcio online:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.