indice financeiro

CDI

O CDI mensal em outubro de 2019 foi de 0,48%. Nos últimos 12 meses, o CDI acumula 6,21%. Em 2019, o CDI acumulado está em 5,25%.

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário. O CDI tem relação com títulos que funcionam como empréstimos de curtíssimo prazo (1 dia) realizados entre instituições financeiras a fim de sanarem seus caixas. A maioria das operações são negociadas por um dia. A taxa média diária do CDI de um dia é utilizada como referencial para o custo do dinheiro (juros). Por esse motivo, essa taxa também é utilizada como referencial para avaliar a rentabilidade de muitos investimentos financeiros. A Taxa CDI mais amplamente adotada no mercado é a DI-Over, publicada pela CETIP. Ela é calculada como a média das operações transacionadas num único dia, desconsiderando as operações dentro de um mesmo grupo financeiro. A tabela abaixo apresenta a taxa CDI mensal contabilizada no ano de 2019.

CDI MENSAL (%)
MÊS RENDIMENTO
Janeiro 0,54
Fevereiro 0,49
Março 0,47
Abril 0,52
Maio 0,54
Junho 0,47
Julho 0,57
Agosto 0,50
Setembro 0,47
Outubro 0,48
Novembro
Dezembro
Acumulado do ano 5,25

CDI Mensal

CDI Mensal Histórico

Abaixo você pode conferir também a sua série histórica do CDI, com a média mensal dos últimos 10 anos.

CDI Histórico
MÊS/ANO 2018 2017 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 2009 2008
Janeiro 0,58 1,08 1,05 0,93 0,84 0,59 0,88 0,86 0,66 1,04 0,92
Fevereiro 0,47 0,86 1,00 0,82 0,78 0,48 0,74 0,84 0,59 0,85 0,79
Março 0,53 1,05 1,16 1,04 0,76 0,54 0,81 0,92 0,76 0,97 0,84
Abril 0,52 0,79 1,05 0,95 0,81 0,60 0,70 0,84 0,66 0,84 0,90
Maio 0,52 0,93 1,11 0,98 0,86 0,58 0,73 0,98 0,75 0,77 0,87
Junho 0,52 0,81 1,16 1,07 0,82 0,59 0,64 0,95 0,79 0,75 0,95
Julho 0,54 0,80 1,11 1,18 0,94 0,71 0,67 0,96 0,86 0,78 1,06
Agosto 0,57 0,80 1,21 1,11 0,86 0,70 0,69 1,07 0,89 0,69 1,01
Setembro 0,47 0,64 1,11 1,11 0,90 0,70 0,54 0,94 0,84 0,69 1,10
Outubro 0,54 0,64 1,05 1,11 0,94 0,80 0,61 0,88 0,81 0,69 1,17
Novembro 0,49 0,57 1,04 1,05 0,84 0,71 0,54 0,86 0,81 0,66 1,00
Dezembro 0,49 0,54 1,12 1,16 0,96 0,78 0,53 0,90 0,93 0,72 1,11
Acumulado do ano 6,42 9,93 14,00 13,24 10,81 8,06 8,40 11,59 9,75 9,88 12,38

CDI Mensal Histórico

CDI e CDB

O CDI também é um título de renda fixa emitido por uma instituição financeira com o objetivo de captar recursos. Os bancos emitem este título, vendem para outras instituições e em troca remuneram aquele que o está adquirindo.

A taxa CDI geralmente é confundida com a taxa Selic. Isso ocorre porque as cotações de ambas são muito próximas. Elas caminham próximas por uma simples questão: evitar ganhos das instituições financeiras por arbitragem.

A taxa CDI é determinada pelas trocas financeiras entre bancos. Já a taxa Selic é determinada pelas trocas de recursos realizadas entre as instituições financeiras e o Banco Central, através da negociação dos títulos públicos, que têm como referência dos seus rendimentos a meta da Selic estabelecida pelo Copom.… Leia Mais

indice financeiro

SELIC

A taxa SELIC mensal em outubro de 2019 foi de 0,48%. Nos últimos 12 meses, a SELIC acumula 6,21%. Em 2019, a SELIC acumulada é de 5,25%.

SELIC significa “Sistema Especial de Liquidação e de Custódia”. A SELIC é uma ferramenta de política monetária utilizada pelo Banco Central do Brasil para atingir a meta das taxas de juros estabelecida pelo Comitê de Política Monetária (COPOM). A taxa SELIC é divulgada pelo Comitê de Política Monetária e tem vital importância na economia, pois as taxas de juros cobradas pelo mercado são balizadas pela mesma. A tabela abaixo apresenta a SELIC mensal contabilizada no ano de 2019.

SELIC MENSAL (%)
MÊS SELIC
Janeiro 0,5363
Fevereiro 0,4843
Março 0,5363
Abril 0,5189
Maio 0,5363
Junho 0,5189
Julho 0,5363
Agosto 0,4961
Setembro 0,4645
Outubro
Novembro
Dezembro
Acumulado do ano 4,72

SELIC Mensal

Sobre a Taxa SELIC

A Taxa SELIC é considerada a taxa básica de juros da economia do Brasil. Ela é usada como referência para as demais taxas de juros do mercado. Além disto, é um instrumento da política monetária praticada pelo Governo. SELIC significa “Sistema Especial de Liquidação e de Custódia” que é um sistema informatizado criado em 1979 para o registro, custódia e liquidação de títulos públicos federais. Este sistema opera basicamente com títulos emitidos pelo Banco Central e pelo Tesouro Nacional, tais como: Letra do Tesouro Nacional e Nota do Tesouro Nacional.

Taxa SELIC Overnight

A taxa overnight é calculada pela média ponderada dos volumes das operações de financiamento por um dia no mercado interbancário. Estas operações são lastreadas em títulos públicos e realizadas no SELIC, através de operações compromissadas. A taxa indica então o custo do dinheiro para empréstimos bancários, com base na remuneração dos títulos públicos.

Esta taxa é usada como referência para operações de curtíssimo prazo entre os bancos quando estes tomam recursos emprestados de outros bancos por um dia. Nestas transações, os bancos oferecem títulos públicos como garantia, visando reduzir o risco, e, consequentemente, a remuneração da transação.

É comum que os bancos cheguem ao final do dia com um caixa abaixo do que deveriam ter na conta do Banco Central. Como as instituições financeiras são obrigadas a respeitar este valor, elas se veem obrigadas a tomar empréstimos de outros bancos. Esses empréstimos são de curtíssimo prazo (geralmente 1 dia) e têm como lastro os títulos públicos.

A taxa overnight é expressa na forma anual para 252 dias úteis. Não é fixa e varia praticamente todos os dias úteis dentro de um intervalo pequeno. Esta taxa tende a se aproximar da meta da SELIC.

Meta SELIC

A meta para a taxa SELIC é estabelecida pelo COPOM (Comitê de Política Monetária). Este comitê fixa periodicamente a meta para a Taxa SELIC para fins de política monetária. A partir de 01 de Janeiro de 1998 as taxas de juros passaram a ser fixadas de forma anualizada (365 dias com a taxa de juros correndo dia a dia). Cabe salientar também que o BCB informa o fator mensal e não a taxa de juros mensal.… Leia Mais