Que Horas o Banco do Brasil Abre?

O Banco do Brasil abre às 10 horas da manhã. O horário de funcionamento do Banco do Brasil é de segunda-feria à sexta-feria das 10h às 16h.



Serviço de Atendimento ao Consumidor BB

SAC BB: 0800 729 0722 (Ligação gratuita e de qualquer localidade)

O SAC BB é o canal disponibilizado ao cliente para informações sobre processos de atendimento ou dúvidas relacionadas a um problema na relação de consumo. Pelo SAC BB o cliente também poderá fazer reclamações e pedidos de cancelamento de produtos e serviços.

Central de Atendimento BB

Central de Atendimento BB: 4004 0001 (Capitais e regiões metropolitanas) 0800 729 0001 (Demais localidades)

Você tem à sua disposição diversos tipos de transações, praticamente as mesmas disponíveis nos caixas eletrônicos do BB, porém em horário ampliado e sem sair de casa.

  • Pagamento, agendamento de títulos e outros convênios, com código de barras;
  • Transferências: entre contas correntes e de poupança;
  • Saldo e extrato: de conta corrente, poupança e fundos de investimento;
  • Extrato e pagamento de faturas do cartão de crédito Ourocard;
  • Aplicação e resgate de investimentos: Fundos, CDB, LCA, LCI, Poupança Ouro e Poupança Poupex;
  • Simulação e contratação de empréstimos.

O acesso à Central de Atendimento BB é realizado por meio da senha do cartão (6 dígitos), a mesma utilizada nos caixas eletrônicos. Entretanto, para a realização de transações que envolvem movimentação financeira, será solicitada a senha de quatro dígitos para a confirmação.

Você pode cadastrar a senha de quatro dígitos em qualquer agência do Banco do Brasil, no Autoatendimento BB pela Internet ou no Autoatendimento BB pelo Celular, nesses dois últimos canais você precisa confirmar o cadastramento em um caixa eletrônico do BB.

Atendimento para Deficientes Auditivos ou de Fala BB

Atendimento a Deficientes Auditivos ou de Fala: 0800 729 0088

O Banco do Brasil colocou à disposição da população telefone para atendimento exclusivo a deficientes auditivos ou de fala. O sistema consiste em um equipamento TS (Telefone para Surdos) ligado a computadores nas posições de atendimento, que, ao receber ligações de outro aparelho TS, estabelece comunicação através de mensagens de texto, uma vez que esses equipamentos dispõem de teclado alfa-numérico.

Por meio deste atendimento, os deficientes auditivos terão acesso aos serviços do SAC (informações, dúvidas, suspensão e cancelamento sobre cartão e outros produtos e serviços do Banco) e ouvidoria.

Clientes BB no Exterior

SAC BB no Exterior: +55 11 2845 7823

Banco do Brasil possui um número exclusivo, que funciona 24 horas, 7 dias por semana. Neste número, o Banco do Brasil oferece atendimento para reclamações, cancelamentos, informações e dúvidas gerais. Você também pode registrar sua manifestação por meio do ícone Fale Conosco, no aplicativo do BB para smartphone e tablet.



porInforme de Rendimentos

Como Consultar o Informe de Rendimentos do Banco do Brasil para o Imposto de Renda?

Para consultar o informe de rendimentos do Banco do Brasil, o contribuinte deverá acessar sua conta através do internet banking com os números de agência, conta e senha eletrônica. Em seguida, deverá digitar “informe” na caixa de pesquisa. Pronto, o extrato de rendimentos estará disponível para download. Parece simples – e realmente é – mas algumas pessoas ainda sentem dificuldades neste tipo de operação. Com tantos recursos tecnológicos e informações disponíveis, está cada vez mais fácil fazer sua própria declaração de imposto de renda. Porém, ainda podemos encontrar algumas dificuldades. Pensando nisto, elaboramos este tutorial para te ajudar a entender como obter o seu informe de rendimentos, que é um documento indispensável para elaboração da sua declaração.

As empresas tiveram até o dia 28 de fevereiro para disponibilizar o informe de rendimentos a seus empregados e aos profissionais que lhes prestam serviços como autônomos. O documento é necessário para a declaração de imposto de renda da pessoa física, pois inclui todos os rendimentos recebidos pelo contribuinte no ano anterior. O mesmo vale para bancos, corretoras que precisam informar aos clientes os saldos de contas-correntes, cadernetas de poupança e investimentos.

No caso dos empregadores, o informe de rendimentos apresenta o valor pago aos trabalhadores no exercício anterior (ano-base), incluindo férias, 13º salário e desconto de contribuição para o INSS, assim como o imposto retido na fonte e as deduções aplicadas. No caso de bancos e corretoras, o informe de rendimentos apresenta informações tais como: saldo de aplicações financeiras, rendimentos de aplicações financeiras, imposto de renda retido, dentre outros dados.

De acordo com a legislação, caso o informe de rendimentos não seja disponibilizado no prazo, contenha erros ou omita informações, o emissor fica sujeito a pagar R$ 41,43 por documento. A empresa que prestar informações falsas sobre rendimentos pagos, deduções ou imposto retido na fonte está sujeita a uma multa de 300% sobre o valor que foi indevidamente declarado. A mesma penalidade é aplicada ao contribuinte que se aproveitar da irregularidade.

Informe de Rendimentos

Os informes de rendimentos são necessários para o correto preenchimento da declaração de imposto de renda de 2018. Os dados dos informes ajudam a Receita Federal a cruzar informações e verificar se houve sonegação ou não de imposto. Os documentos não precisam, necessariamente, ser enviados fisicamente via Correios. Podem ser enviados por e-mail ou disponibilizados para consulta pela internet.

Se o contribuinte preferir receber o informe de rendimentos em papel, pode solicitar ao banco, corretora ou empresa, sem custos adicionais. Caso o informe for enviado com informações incorretas, o contribuinte deverá pedir um novo documento à instituição financeira ou empresa. Por isto é importante conferir cada informação apresentada.

Os bancos deverão disponibilizar a todos correntistas um informe de rendimentos, contendo, por exemplo, os valores depositados na conta-corrente e na poupança, bem como os rendimentos da caderneta. Estarão discriminados, ainda, saldos e rendimentos de aplicações financeiras tais como CDBs, LCIs, LCAs e outros títulos.

Quem Deve Declarar Imposto de Renda em 2018?

​O Banco do Brasil foi criado em 12 de outubro de 1808, por meio de um alvará do príncipe regente D. João. Em 11 de dezembro de 1809, a primeira agência do Banco do Brasil começou a operar, no Rio de Janeiro. O banco conta hoje com uma rede de 4.877 agências que atendem mais de 65 milhões de clientes. Se você é um deles, então este artigo será muito útil quando for fazer sua declaração anual de imposto de renda.

Cerca de 40 milhões de brasileiros devem declarar o imposto de renda neste ano. As declarações devem ser entregues até o dia 30 de abril de 2018. Quem perder o prazo precisará pagar uma multa de 1% do imposto devido por mês de atraso até o limite de 20% do valor ou de R$ 165,74, prevalecendo o maior custo. Se você investiu em aplicações financeiras no Banco do Brasil no ano passado, então pode ter que declarar os saldos e rendimentos no imposto de renda 2018. Veja a seguir os principais critério de obrigatoriedade de entrega da declaração:

  • Qualquer pessoa que tiver recebido no ano passado renda tributável de mais de R$ 28.559,70 precisa fazer a declaração de imposto de renda neste ano. Salário, por exemplo, é um rendimento tributável. Valores recebidos do INSS também são tributáveis. Ou seja, aposentados também ficam obrigados a fazer a declaração do imposto de renda, caso seus rendimentos, somados, sejam superiores a R$ 28.559,70.
  • Quem recebeu rendimentos não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte que, somados, resultem em valor superior a R$ 40 mil, também está obrigado a fazer a declaração de imposto de renda. Entre os rendimentos não tributáveis estão dividendos, indenizações, heranças, doações recebidas, dentre outros. Já os rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte são os valores recebidos em concursos e sorteios, prêmios em dinheiro ou ganhos na loteria, além de juros sobre capital próprio.
  • O contribuinte que tem bens ou direitos cujo valor, somados, superem R$ 300 mil também precisa fazer a declaração do imposto de renda. Quem teve, em qualquer mês de 2017, algum ganho de capital na venda de bens ou direitos sujeitos ao pagamento de imposto de renda terá que fazer a declaração. É o caso, por exemplo, de quem vendeu um apartamento ou realizou operações na bolsa de valores, bolsa de mercadorias ou de futuros.

Como Consultar o Informe de Rendimentos do Banco do Brasil?

Uma das principais informações solicitadas pela Receita Federal na sua declaração de imposto de renda é movimentação bancária do contribuinte. E para que você tenha acesso a essas informações, o seu banco deve disponibilizar o informe de rendimentos. Se você é correntista do Banco do Brasil, precisará declarar sua movimentação bancária do ano-calendário de 2017. Para isto, acesse o Iternet Banking e faça o login com o número da sua conta e sua senha. Na caixa de pesquisa, digite “informe” e mande pesquisar. Será exibida a seguinte tela:

informe rendimentos banco do brasil

Selecione então o informe de imposto de renda desejado. Em seguida será exibida a tela de consulta do extrato. Basta então selecionar o ano base (ano calendário). Lembrando que “ano-calendário” é o ano em que aconteceram os fatos e “ano-exercício” é o ano de apresentação da declaração.

informe de rendimentos bb

Como Declarar Imposto de Renda

Como Declarar Conta Corrente no Banco do Brasil

Se você é correntista do Banco do Brasil, o saldo da conta corrente no final do ano anterior deve ser declarado. No entanto, esta é uma informação obrigatória apenas se o saldo em conta era superior a 140 reais em 31/12. Alguns bancos fazem aplicações automáticas do saldo em conta corrente. Por isso, é possível que no seu informe o saldo que você possuía apareça em alguma linha relacionada a aplicações financeiras, como RDBs, CDBs, notas compromissadas e outras. Dinheiro em conta corrente no fim do ano deve ser declarado como bens na ficha “Bens e Direitos”. O investidor deve lançar o valor no final do ano anterior ao ano-calendário e no final do ano-calendário. O código a ser utilizado é o “61 – Depósito bancário em conta corrente no País”. Veja detalhadamente a forma de declarar conta corrente neste tutorial.

Como Declarar Poupança no Banco do Brasil

Cadernetas de poupança ou contas poupança são aplicações financeiras e, se tiverem saldo superior a R$ 140 em 31/12 do ano anterior, devem ser declaradas. Poupança em banco é algo que a maior parte dos brasileiros possui e, apesar da sua baixa remuneração, sua principal característica é ter rendimentos isentos de imposto de renda. Na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” o investidor deverá escolher a opção “12 – Rendimentos de cadernetas de poupança, letras hipotecárias, letras de crédito do agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI)”. Para declarar saldo de poupança no Banco do Brasil, o contribuinte precisará acessar a ficha “Bens e Direitos” e em seguida deverá selecionar a opção “41 – Caderneta de poupança”. Veja detalhadamente a forma de declarar poupança neste tutorial.

Como Declarar LCI e LCA do Banco do Brasil

Rendimentos de aplicações financeiras em LCI e LCA são isentos de imposto de renda. Porém, o saldo destas aplicações financeiras devem ser declaradas com na ficha “Bens e Direitos” com código “45 – Aplicação de renda fixa (CDB, RDB e outros)”, de acordo com os valores informados no informe de rendimentos. Se houve rendimentos no ano, deve-se lançar na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” com o código “12 – Rendimentos de cadernetas de poupança, letras hipotecárias, letras de crédito do agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI)”, conforme o informe de rendimentos. Veja detalhadamente a forma de declarar LCI e LCA neste tutorial.

Como Declarar CDB, RDB, LC, COE e Debêntures do Banco do Brasil

Declarações de aplicações em CDBs, RDBs, LCs,  COEs e debêntures são obrigatórias somente se o saldo for maior que R$ 140,00. Deve-se lançar o saldo na ficha “Bens e Direitos”, com o código “45 – Aplicação de renda fixa (CDB, RDB e outros)”, de acordo com o informe de rendimentos. Os rendimentos de aplicações em renda fixa como CDB são declarados como rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte, devendo ser informados pelo seu valor líquido (valor do rendimento bruto o menos imposto de renda retido na fonte pela instituição).  Se houve rendimentos no ano, deve-se lançar na ficha “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva” com o código “06 – Rendimentos de aplicações financeiras”, conforme o informe de rendimentos. Veja detalhadamente a forma de declarar CDB neste tutorial.