Amil Dental Boleto

No site da Amil Dental, você tem suas contas sempre em dia. Tudo com muita praticidade e sem precisar sair de casa. Acompanhe o passo-a-passo a seguir para solicitar a segunda via do boleto Amil.



Dentre os vários planos de saúde do país, a Amil é uma das que mais se destaca. Está no mercado de seguros há mais de 30 anos, desenvolvendo programas e serviços de acordo com as necessidades das pessoas. O cliente pode estar seguro e tranquilo, pois a Amil possui uma equipe de profissionais qualificados, prontos a atender com toda a tecnologia avançada e com um atendimento exclusivo e dinâmico. Contudo, para poder usufruir de todos os benefícios, é preciso estar em dia com o pagamento dos boletos. Por isto, o mais indicado é o boleto online. Veja nos vídeos abaixo como fazer:

Emissão da Segunda Via do Boleto Amil Dental

É necessário escolher “Boletos – Para Você” ou “Boletos – Para Empresa” depois de passar o mouse no quadro Cliente.

segunda via boleto amil

Feito isto, será apresentada a tela onde você deverá entrar com login e senha. Caso você não tenha ainda cadastro no site, deverá então clicar no botão “Cadastre-se” para realizar o cadastro:

segunda via boleto amil

Na tela de cadastro, selecione seu perfil dentre os disponíveis e em seguida entre com seus dados pessoais:

segunda via boleto amil

Uma alternativa ao cadastramento tradicional é fazer o login por meio de sua conta do Facebook. Fazendo isso, você acessa a 2ª via com muito mais rapidez. Gere sua 2ª via em minutos e garanta sua cobertura pelo plano de saúde.

2 Via Através do App Amil

Outra opção para emissão da 2a. via do boleto amil é usar o aplicativo da operadora. Se seu celular for Android então baixe aqui. Se for iOS então baixe aqui. Após baixar o aplicativo Amil, você precisará entrar com seu login e sua senha para ter acesso à área restrita. O login pode ser o seu CPF ou o número da sua carteirinha. Em seguida escolha a opção “Boletos”:

app amil

O aplicativo Amil Clientes deixa a Amil ainda mais próxima de você. Com ele, você acessará informações e facilidades fundamentais para que possa aproveitar melhor os benefícios do seu plano (Amil, Amil Dental, Dix ou Medial).

O Amil Clientes permite que você realize buscas por médicos, clínicas, hospitais e serviços de diagnóstico da rede credenciada do seu plano, encontrando-os no mapa e podendo até traçar a rota até o destino.

Já é possível realizar o Agendamento de sua Consulta ou Exame na Rede Preferencial (ainda não disponível para todo o Brasil). Você também poderá consultar seus boletos de pagamento em aberto, o status dos seus reembolsos e os telefones do teleatendimento 24 horas da Amil.

Além disso, você poderá acessar as versões virtuais dos cartões de identificação do seu plano e dos seus dependentes, muito úteis em situações nas quais você precisa usar o plano e não está com o cartão original.

Telefones da Amil

Se mesmo com este passo a passo você não conseguiu imprimir a 2 via da fatura Amil, então sugerimos entrar em contato com a empresa pelos seguinte canais:

Capitais e regiões metropolitanas: 3004-1000
Demais localidades: 0800-706-2363
Central de Serviços Porto Blue
Capitais e regiões metropolitanas: 3004-1482
Demais localidades: 0800-202-1482

SAC: 0800-021-2583
SAC Planos Amil Livre Escolha: 0800-021-2662
Deficientes Auditivos: 0800-021-1001
SAC Porto Blue:
(Atendimento exclusivo para clientes oriundos da Porto Seguro e Blue Life)
0800-021-2349



porInforme de Rendimentos

Como Consultar o Informe de Rendimentos da Amil para o Imposto de Renda?

Para consultar o informe de rendimentos da Amil, o contribuinte deverá acessar sua conta através do site da operadora com seu login e senha eletrônica. Em seguida, deverá ir na área de serviços e clicar em “Imposto de Renda”. Pronto, o demonstrativo de pagamento estará disponível para download. Parece simples – e realmente é – mas algumas pessoas ainda sentem dificuldades neste tipo de operação. Com tantos recursos tecnológicos e informações disponíveis, está cada vez mais fácil fazer sua própria declaração de imposto de renda. Porém, ainda podemos encontrar algumas dificuldades. Pensando nisto, elaboramos este tutorial para te ajudar a entender como obter o seu extrato de pagamentos do plano de saúde, que é um documento indispensável para elaboração da sua declaração.

As empresas tem até o dia 28 de fevereiro para disponibilizar o informe de rendimentos a seus empregados e aos profissionais que lhes prestam serviços como autônomos. O documento é necessário para a declaração de imposto de renda da pessoa física, pois inclui todos os rendimentos recebidos pelo contribuinte no ano anterior. O mesmo vale para as operadoras de plano de saúde que precisam informar aos clientes os pagamentos realizados no ano passado.

No caso dos empregadores, o informe de rendimentos apresenta o valor pago aos trabalhadores no exercício anterior (ano-base), incluindo férias, 13º salário e desconto de contribuição para o INSS, assim como o imposto retido na fonte e as deduções aplicadas. No caso de bancos e corretoras, o informe de rendimentos apresenta informações tais como: saldo de aplicações financeiras, rendimentos de aplicações financeiras, imposto de renda retido, dentre outros dados.

De acordo com a legislação, caso o informe de rendimentos não seja disponibilizado no prazo, contenha erros ou omita informações, o emissor fica sujeito a pagar R$ 41,43 por documento. A empresa que prestar informações falsas sobre rendimentos pagos, deduções ou imposto retido na fonte está sujeita a uma multa de 300% sobre o valor que foi indevidamente declarado. A mesma penalidade é aplicada ao contribuinte que se aproveitar da irregularidade.

Informe de Rendimentos e Extratos de Pagamentos

Os informes de rendimentos e os extratos de pagamentos são necessários para o correto preenchimento da declaração de imposto de renda de 2019. Os dados dos informes ajudam a Receita Federal a cruzar informações e verificar se houve sonegação ou não de imposto. Os documentos não precisam, necessariamente, ser enviados fisicamente via Correios. Podem ser enviados por e-mail ou disponibilizados para consulta pela internet. Se o contribuinte preferir receber o extrato de pagamentos em papel, pode solicitar ao plano de saúde sem custos adicionais. Caso o extrato for enviado com informações incorretas, o contribuinte deverá pedir um novo documento à operadora do plano. Por isto é importante conferir cada informação apresentada.

Quem Deve Declarar Imposto de Renda em 2019?

A Amil está há mais de 30 anos no mercado de planos de saúde. Em 2013, a americana UnitedHealth comprou 96,8% das ações em circulação no mercado da sua controlada Amil, por R$ 2,878 bilhões. A oferta de ações foi promovida para fechar o capital da maior empresa do setor de planos médicos do Brasil. Na ocasião, a Amil tinha um faturamento líquido anual de R$ 9,8 bilhões e contava com 6,2 milhões de clientes no Brasil. Se você é um cliente atual da Amil, então este artigo será muito útil quando for fazer sua declaração anual de imposto de renda.

Cerca de 40 milhões de brasileiros devem declarar o imposto de renda neste ano. As declarações devem ser entregues até o dia 30 de abril de 2019. Quem perder o prazo precisará pagar uma multa de 1% do imposto devido por mês de atraso até o limite de 20% do valor ou de R$ 165,74, prevalecendo o maior custo. Se você investiu em aplicações financeiras no Banco Itaú no ano passado, então pode ter que declarar os saldos e rendimentos no imposto de renda 2019. Veja a seguir os principais critério de obrigatoriedade de entrega da declaração:

  • Qualquer pessoa que tiver recebido no ano passado renda tributável de mais de R$ 28.559,70 precisa fazer a declaração de imposto de renda neste ano. Salário, por exemplo, é um rendimento tributável. Valores recebidos do INSS também são tributáveis. Ou seja, aposentados também ficam obrigados a fazer a declaração do imposto de renda, caso seus rendimentos, somados, sejam superiores a R$ 28.559,70.
  • Quem recebeu rendimentos não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte que, somados, resultem em valor superior a R$ 40 mil, também está obrigado a fazer a declaração de imposto de renda. Entre os rendimentos não tributáveis estão dividendos, indenizações, heranças, doações recebidas, dentre outros. Já os rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte são os valores recebidos em concursos e sorteios, prêmios em dinheiro ou ganhos na loteria, além de juros sobre capital próprio.
  • O contribuinte que tem bens ou direitos cujo valor, somados, superem R$ 300 mil também precisa fazer a declaração do imposto de renda. Quem teve, em qualquer mês de 2018, algum ganho de capital na venda de bens ou direitos sujeitos ao pagamento de imposto de renda terá que fazer a declaração. É o caso, por exemplo, de quem vendeu um apartamento ou realizou operações na bolsa de valores, bolsa de mercadorias ou de futuros.

Como Consultar o Extrato de Pagamento Amil?

Uma das principais informações solicitadas pela Receita Federal na sua declaração de imposto de renda são os gastos com saúde. E para que você tenha acesso a essas informações, a sua operadora de plano de saúde deve disponibilizar o extrato de pagamentos. Se você é cliente a Amil, provavelmente precisará declarar seus pagamentos e reembolsos no ano de 2019. Para isto, acesse o site da operadora e faça o login. Em seguida, vá na área “Serviços” e selecione “Imposto de Renda” como mostrado na figura a seguir:

extrato de pagamento amil para imposto de renda

Deste modo, você terá acesso ao demonstrativo do ano-calendário 2018. Lembrando que “ano-calendário” é o ano em que aconteceram os fatos e “ano-exercício” é o ano de apresentação da declaração. A tela permitirá também exibir os demonstrativos de 2014 a 2017.

demonstrativo imposto de renda amil

No vídeo abaixo, você poderá ver este processo em detalhes…

Como Declarar Imposto de Renda

Despesas com planos de saúde devem ser informadas na ficha “Pagamentos Efetuados” do programa de ajuste anual do imposto de renda. O contribuinte que paga plano de saúde particular pode abater todo o valor gasto da declaração de imposto de renda. Isso vale para qualquer tipo de plano: individual/familiar ou coletivo por adesão (contratado por meio de uma entidade de classe). Na ficha “Dados do Pagamento” o pagador deverá lançar as informações conforme comprovante fornecido pelo plano de saúde.

Plano de Saúde Pago pelo Contribuinte

Se o contribuinte paga um plano de saúde particular, pode então abater todo o valor gasto da declaração de Imposto de Renda. Isso vale para qualquer tipo de plano: individual, familiar ou coletivo por adesão (contratado por meio de uma entidade de classe).

A soma paga deve ser informada no campo “Valor pago”. É preciso informar o nome e o CNPJ da operadora. O campo “Parcela não dedutível/Valor reembolsado” deve ficar em branco. Os valores devem ser informados separadamente para cada participante do plano (o titular, ou seja, quem preenche a declaração, e cada dependente, se ele tiver).

Plano de Saúde Pago pela Empresa

Quem possui um plano de saúde empresarial, pago totalmente pela empresa para a qual trabalha, não deve declarar no imposto de renda. Esse gasto é declarado pela própria empresa.

Plano de Saúde com Coparticipação

Quando a empresa paga uma parte do valor do plano de saúde, e o próprio funcionário arca com a outra parte deve-se declarar no campo “Valor pago” apenas o que o contribuinte desembolsou durante o ano. O campo “Parcela não dedutível/Valor reembolsado” deve ficar em branco.

Empresa Desconta os Dependentes

Há casos em que a empresa paga o plano de saúde do funcionário, mas, caso ele inclua dependentes, cobra dele esse valor. Neste caso deve-se declarar apenas os valores que efetivamente pagos. É preciso selecionar a opção “Dependente” e informar a quem se refere o gasto. O gasto deve ser colocado no campo “Valor pago”. O campo “Parcela não dedutível/Valor reembolsado” deve ficar em branco.

Plano de Saúde Familiar

Plano de Saúde Familiar é aquele onde há um titular (quem assinou o contrato) e um ou vários dependentes. Neste caso, deve-se declarar o valor pago pela parte do titular e pela parte dos dependentes que estão na declaração. Por exemplo, uma mãe paga um plano de saúde familiar com dois dependentes: o marido e um filho. O marido, porém, faz seu próprio IR, e inclui o filho como dependente. Nesse caso, a mãe vai informar, na sua declaração de IR, apenas o valor do plano que se refere a ela. O pai, por sua vez, poderá deduzir da sua declaração os valores do plano que se referem a ele e ao filho. Isso é possível mesmo que o recibo esteja em nome da mãe.

Veja mais detalhes sobre a declaração de despesas médicas neste tutorial.